IRS 2022: Veja como pode aumentar o reembolso

IRS 2022

Damos entrada em mais um ano e começa a altura de fazer contas perante o IRS de 2022 que se aproxima. Todavia, há formas que devem ser ajustadas para poder proporcionar um aumento do reembolso.

Esteja a par das datas do IRS 2022

Primeiramente deve ter em atenção às datas estipuladas pelo governo para declarar o IRS. Na verdade, além de existirem datas para entregar a declaração, há também faturas, despesas e declarações que devem ser declaradas atempadamente. Porventura de não declarar tudo no tempo correto, pode não só pagar uma multa, como ver o seu reembolso a ser reduzido.

Validar e confirmar

Um fator muito importante na hora do IRS é confirmar e validar as faturas do ano transato corretamente. Contudo, tenha atenção às categorias, pois as deduções corretas podem aumentar o reembolso. Todavia, além de confirmar as faturas, veja se não há nada esquecido.

De realçar que no IRS 2022 já é possível declarar deduções para o ginásio, com uma categoria especifica. Assim sendo, tenha a certeza que é englobada no seu IRS. Para verificar as suas faturas deve ir até ao portal das finanças, no e-fatura.

Despesas gerais no IRS 2022

As despesas gerais são a categoria que recebe maioria das despesas de uma família, com uma lista alargada de despesas incluídas, tais como:

  • Água
  • Eletricidade
  • Compras de supermercado
  • Seguros
  • Combustível
  • Entre outros

Na verdade, a dedução pode chegar aos 35% nesta categoria, com um limite de 250 euros por sujeito passivo. Todavia, em caso de ser um casal, o limite passa para 500 euros.

Saúde no IRS

Com a entrada do covid-19 as máscaras respiratórias e o gel desinfetante entraram para esta categoria de despesas. Porém, arrecada também aqui tudo que englobe a saúde, tais como:

  • Consultas
  • Tratamentos
  • Seguros de saúde
  • Óculos

Aqui pode ser deduzido 15% das despesas de saúde, com um teto máximo de mil euros por família. Todavia, é importante referir que despesas com IVA a 23% necessitam de receita médica e posteriormente tem que ser colocada no portal das finanças.

As despesas de habitação

Assim sendo, no caso de ter uma casa alugada pode deduzir 15% da renda, para um limite de 502 euros. Em caso de rendimentos inferiores a 800 euros a dedução pode ser melhorada. Porém, quem foi viver para o interior do país, em Portugal, pode abater as despesas até 1000 euros no IRS 2022.

Todavia, para quem adquiriu uma habitação própria permanente até 2011 tem algumas vantagens. Na verdade, pode deduzir os juros, o que é uma mais-valia. Ainda assim, se transferiu o seu crédito após essa data, deixa de estar englobado nesta situação.

Educação e formação no IRS 2022

Na verdade, quase todos os gastos em educação e formação podem ser colocados no IRS 2022, tais como:

  • Materiais escolares
  • Transportes
  • Propinas
  • Refeições em cantinas
  • Rendas de quartos por estudantes fora da residência

Nesta situação as deduções chegam aos 30%, com um teto máximo de 800 euros.

Deduções no IRS de 2022

Todavia, além do ginásio, como mencionado anteriormente, há outras despesas onde pode ser deduzido 15% do IVA com um limite de 250 euros por família ou 150 euros por contribuinte. Assim sendo, as várias despesas englobadas são:

  • Restauração e hotelaria
  • Veterinários
  • Cabeleireiros
  • Ginásios
  • Reparação de automóvel e motociclos

Outros casos em concreto

Contudo, há ainda mais situações onde existem deduções, sendo elas:

  • Pensão de alimentos (20% do suportado e não reembolsado)
  • Passes mensais (dedução do IVA a 100%)
  • PPR (dedução de 20% consoante os limites)

Outros fatores de ajuda no IRS

Contudo, existem ainda mais alguns fatores importantes que podem aumentar o reembolso do IRS. Assim sendo, vamos abordar seguidamente, onde deve ter atenção se sai ou não beneficiado destas situações.

Filhos

Na verdade, se tiver filhos entre os 18 e 25 anos trabalhadores, mas que não recebam mais de 14 vezes o salário mínimo nacional, a declaração de IRS pode ser entregue em conjunto ou em separado. Todavia, é um recurso que deve ser analisado primeiramente se é ou não vantajoso. Pois, neste caso, os valores ganhos pelo filho serão somados ao seu, o que pode arrecadar um aumento na tabela de IRS.

IRS em conjunto ou separado

Em caso de casamento ou união de facto, o casal pode optar por declarar de forma separada ou conjunta. Todavia, é um fator que também deve ser analisado para verificar vantagens ou desvantagens.

Declaração separada

Declaração é realizada de forma individual onde constam os rendimentos de que são titulares e a quota-parte dos rendimentos dos dependentes a cargo. Assim sendo, devem constar as despesas pessoais e metade da dos dependentes.

Declaração conjunta

Apresentação de uma declaração de IRS única com a totalidade de todas as despesas, quer pessoais, quer dos dependentes. Todavia, neste caso os rendimentos são também do cônjuge.

O anexo E

Na verdade, deve optar por simular o seu IRS com a entrada ou não do anexo E no portal das finanças. Todavia, se tem depósitos a prazo, certificados de aforro, certificados do tesouro ou dividendos de ações e baixos rendimentos, pode compensar declarar os juros do mencionado.

De facto, estes juros são taxados na fonte em 28%, o que todos os valores saldados vão com menos 28% de lucro, pois, na verdade, vão para o estado.

Partilhe este artigo
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Deixe o seu comentário
Subscrever
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments